Uma idosa de 73 anos desaparecida desde 1979 foi encontrada, na terça-feira (31), em um hotel em Garibaldi, na Serra do Rio Grande do Sul. Segundo a Polícia Civil, funcionários do hotel informaram que a idosa trabalhou como servente no local entre os anos de 1990 e 2000 e que vivia em um quarto no subsolo do estabelecimento.

Apesar de não ser vista pela família havia quase 44 anos, o registro do desaparecimento só foi feito em 2021 por uma sobrinha que ficou sabendo de uma campanha de identificação de desaparecidos. Os parentes vivem em Cachoeirinha, na Região Metropolitana de Porto Alegre, a 117 km de Garibaldi.

“A senhora teria se afastado da família em 1979, por alguma desavença, algo que não está bem esclarecido. Desde então, a família não soube mais dela”, diz o delegado Marcelo Ferrugem.

A Polícia Civil chegou até a mulher após receber denúncias de que ela se encontrava nas dependências do hotel. Uma investigação foi aberta para descobrir se a idosa era ou não vítima de maus-tratos. O ambiente não tinha iluminação natural e o banheiro não era próximo.

“As condições de higiene no local eram precárias, roupas de cama e colchão muito sujos. Ela fazia as necessidades em um balde”, explica o delegado.

Autoridades trabalhistas também apuram se a mulher chegou a ter vínculo empregatício formal com o hotel. A idosa era conhecida por um nome diferente daquele registrado oficialmente.

“Ela apresenta algum comprometimento cognitivo, talvez sinais de Alzheimer. Ela parou de trabalhar nesse estabelecimento e acabou permanecendo por ali”, relata Ferrugem.

A idosa recebeu atendimento médico e psicológico. Na quinta (2), familiares foram buscá-la na Serra.

Fonte: G1

COMPATILHAR: