O governo federal lançou ontem o Sistema de Seleção Unificada da Educação Profissional e Tecnológica (Sisutec), o Sisu exclusivo do ensino técnico, que vai oferecer 239.792 vagas em cursos técnicos para quem já terminou o ensino médio. As oportunidades, todas gratuitas, são voltadas para estudantes que fizeram o Exame Nacional do Ensino Médio (Enem) em 2012, e as aulas têm início ainda em 2013. Com 28 mil vagas, Minas é o terceiro estado com o maior número de vagas. ?Apesar de, na última década, termos aumentado a oferta de vagas nas universidades em 150%, o total é de 1,2 milhão, o que significa que 6 milhões de estudantes não têm vaga nas universidades. O Sisutec é mais uma opção para os participantes do Enem?, explicou o ministro da Educação, Aloizio Mercadante.
O primeiro edital do Sisutec oferece acesso a cursos com ênfase na tecnologia da informação, saúde e indústria. ?Depois de um curso de 1 a 2 anos, o aluno sai com uma certificação profissional em áreas em que o mercado de trabalho está bastante aquecido?, destacou Mercadante. Os estudantes poderão disputar 24 mil vagas em instituições públicas, 197 mil em cursos privados, e outras 18 mil no Sistema Nacional de Aprendizagem Industrial (Senai) e Serviço Social do Comércio (Sesc).
O Maranhão foi o único estado que ficou de fora da primeira edição do Sisutec. ?A distribuição (das vagas) pelos estados é muito maior onde a rede privada de ensino superior é mais forte?, afirmou o ministro. Enquanto cinco estados da Região Norte oferecerão menos de mil vagas, cada, 70% das oportunidades estão concentradas em São Paulo (76 mil), Pernambuco (41 mil), Minas (28 mil), Paraná (17 mil) e Distrito Federal (8,2).
A destinação prioritária de 85% das vagas será para candidatos que cursaram todo o ensino médio na rede pública, ou para bolsistas integrais de instituições particulares. Os cursos terão de 800 a 1,2 mil horas e serão oferecidos exclusivamente em instituições com avaliações positivas pelo Ministério da Educação. O candidato deve fazer a inscrição até o dia 12, e o resultado da primeira chamada será divulgado no dia 14. A partir de 2014, o Sisutec terá dois editais anuais, assim como o Sistema de Seleção Unificada (Sisu), voltado à seleção de estudantes para o ensino superior.

<2>Adesão
Lançado ontem, o programa ainda não foi absorvido em sua totalidade pelas instituições. No caso do Centro Federal de Educação Tecnológica de Minas Gerais (Cefet-MG), é certo que o Sisutec deverá ser adotado a médio prazo, por se tratar de uma instituição federal. A forma de adesão ao sistema, porém, ainda não está definida. ?O Sisutec vai ajudar a distribuir de forma justa as poucas vagas diante da grande demanda, como já vem fazendo?, afirmou ontem o diretor da instituição, James William Godwin Junior. Ele lembrou que o novo sistema vai alargar ainda mais a concorrência, como ocorreu no Sisu, abrindo o processo a candidatos que não estavam acostumados a se inscrever em cursos técnicos.
A decisão final do Cefet-MG dependerá da reunião do Conselho de Ensino, Pesquisa e Extensão, prevista para a quarta-feira que vem. Para a coordenadora da Comissão Permanente do Vestibular, professora Míriam Stassum, a maior preocupação em relação ao formato estabelecido pelo Sisutec é se vai ser possível continuar incluindo os alunos de baixa renda. No sistema vigente, 50% das vagas são destinadas a alunos de escolas públicas e com renda bruta de até 1,5 salário mínimo. (Colaborou Sandra Kiefer)

<3>Como se inscrever
A partir desta terça-feira, inscrições devem ser feitas na página do Sisutec na internet
» www.sisutec.mec.gov.br
» Seleção: a partir da nota do estudante no Exame Nacional do Ensino Médio (Enem) de 2012, sendo que 85% das vagas serão destinadas a candidatos que cursaram o ensino médio completo na rede pública ou em instituições particulares na condição de bolsista integral.
» Resultado: 14 de agosto.
» Matrícula: 15 e 16 de agosto.

Comentários