Os tablets da Apple produzidos no Brasil não estarão nos mercados até o Natal. Apesar da previsão do ministro da Ciência e Tecnologia, Aloizio Mercadante, para o fim deste ano, a chegada dos produtos às prateleiras deve atrasar.
A razão disso, segundo o diretor do Sindicato dos Metalúrgicos de Jundiaí e Região, Evandro Oliveira Santos, é que 800 pessoas foram selecionadas para trabalhar na fábrica de iPads, iPhones e iPods em Jundiaí, mas a nova unidade ainda não está em funcionamento. Os iPads, afirma Santos, devem ficar prontos para 2012 e a expectativa é de que 3 mil pessoas sejam contratadas.
É de R$12 bilhões o investimento anunciado pela multinacional taiwanesa no Brasil, durante visita da presidente Dilma Rousseff à China em abril.
A assessoria de imprensa da Foxconn disse que não comentará o assunto e que essas informações não são oficiais. A empresa já possui licença ambiental, mas o pedido de alvará de funcionamento, feito em 14 de julho, ainda não foi liberado. De acordo com a Prefeitura, ainda falta parte da documentação.

Comentários