A guia de IPVA dos mineiros ficará, em média, 11% mais barata do que no ano passado. A queda se explica pela depreciação anual dos veículos. Apesar disso, a arrecadação com o imposto vai crescer R$ 249 milhões e chegar a R$ 3,02 bilhões. A explicação para essa alta é o aumento da frota de veículos, acrescida de 557 mil unidades nos últimos 12 meses no Estado.
A tabela, divulgada ontem pela Secretaria de Estado da Fazenda (SEF), considera uma alíquota de 4% sobre o valor de mercado dos automóveis, 3% para caminhonetes e táxis, 2% para motocicletas e 1% para ônibus e caminhões. Vale lembrar que os preços de tabela dos veículos em uso têm caído sistematicamente desde que o governo iniciou a redução de impostos dos carros zero km. A Fazenda usa como base um levantamento de preços feito pela Fundação Instituto de Pesquisas Econômicas (Fipe).
Para pagamento em parcela única, o desconto é de 3%. A primeira parcela tem vencimento no dia 14 de janeiro para carros com final de placa 1. Parcelas de carros com final de placa 2 vencem no dia 15, e assim sucessivamente, até 25 de janeiro (veja no infográfico ao lado).
Do total arrecadado, 40% ficam com o município em que o veículo foi emplacado, 40% com o Estado e 20% são destinados para o Fundo de Manutenção e Desenvolvimento da Educação Básica (Fundeb).

Comentários
COMPATILHAR: