Há 20 anos presa pela morte dos pais, Suzane Louise von Richthofen deixou a cadeia de Tremembé, no interior de São Paulo, na tarde desta quarta-feira (11), após a Justiça conceder-lhe a progressão de sua pena para o regime aberto.

A informação foi confirmada pela Secretaria da Administração Penitenciária (SAP) de São Paulo.

A pasta acrescentou que o cumprimento ao alvará de soltura ocorreu às 17h35, quando a detenta saiu da carceragem da Penitenciária Feminina 1 “Santa Maria Eufrásia Pellier” de Tremembé, no interior paulista.

Suzane foi condenada originalmente a 39 anos de prisão em regime fechado. Desde 2015, ela cumpria pena em regime semiaberto em Tremembé, no interior de São Paulo.

Daniel Cravinhos acabou condenado a 39 anos e 6 meses em regime fechado, mas deixou Tremembé em 2017, após autorização para cumprir pena em regime aberto.

O irmão de Daniel, Cristian Cravinhos, também participou dos assassinatos e recebeu pena de 38 anos e 6 meses em regime fechado. Ele chegou a conseguir liberação para o aberto, mas após ser preso em 2017 por tentativa de suborno perdeu o direito.

Fonte: Metrópoles

Comentários
COMPATILHAR: