O ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva está com pneumonia, de acordo com o infectologista David Uip, integrante da equipe médica que faz o tratamento de Lula no Hospital Sírio-Libanês. O ex-presidente foi internado por volta das 12h deste domingo (4) no hospital, em São Paulo.
É uma pneumonia e estamos atrás do que causou, pode ter sido uma bactéria, disse o médico. Ele disse que a doença está no estágio inicial e que também foi diagnosticada uma pequena alteração no pulmão do ex-presidente. Fizemos uma série de exames e na tomografia surgiu essa alteração, afirmou Uip.
A situação é habitual e o quadro de saúde de Lula não é preocupante, disse o médico. Ele ressaltou, no entanto, que o tratamento contra o câncer de laringe a que o ex-presidente foi submetido entre outubro de 2011 e fevereiro deste ano pode deixar sua saúde frágil. Num paciente da idade do Lula, que acabou de passar por um tratamento [de câncer] agressivo, qualquer coisa é grave, uma gripe pode ser grave, disse.
O infectologista disse também que exames foram realizados neste domingo para saber se a área do tumor na laringe de Lula havia sido afetada de alguma forma. Não houve alteração, ponderou.
Outro médico da equipe de Lula, Paulo Hoff, disse que a previsão é que o ex-presidente fique internado pelo menos até o próximo final de semana. Ele está na fase de recuperação [do câncer]. É normal perder peso e a imunidade é afetada.
Dificuldade em engolir
Lula apresenta perda de peso e dificuldade em engolir, segundo sua assessoria. Ele teve febre nos últimos dias e, por isso, os médicos do Sírio-Libanês optaram pela internação.
O remédio que vai ser ministrado a Lula para tratar a infecção é por via oral. No entanto, estando no hospital, o ex-presidente pode receber o antibiótico por via intravenosa, o que não exige deglutição e tem efeito mais rápido, de acordo com sua assessoria.
A entrada de Lula no hospital foi tranquila e ele está sob constante monitoramento, ainda segundo seu assessor. A ex-primeira-dama, dona Marisa Letícia, foi ao hospital mais cedo e deve voltar para acompanhar o ex-presidente durante a noite.

Comentários