Uma denúncia anônima terminou na apreensão de mais de 500 quilos de frango que seriam revendidos de forma irregular por um aviário de Pará de Minas, nessa quarta-feira (11).
De acordo com a Polícia Militar, a informação foi de que o estabelecimento estava poluindo o meio ambiente da região onde está instalado. No local, os militares encontraram algumas galinhas que, após serem abatidas, seriam comercializadas no próprio aviário sem a autorização do órgão ambiental competente.
Segundo os militares, foi descoberto que o aviário não possui nota fiscal referente à guia de transporte animal para galináceos. No mesmo local, os policiais localizaram galinhas abatidas que já estavam dentro de freezers e prontas para serem vendidas sem qualquer tipo de rótulo ou qualquer outra forma de identificação.
Devido às irregularidades encontradas, a polícia acionou os fiscais da Vigilância Sanitária do município. Conforme o relatório do órgão, o estabelecimento não tem condições de comercializar o produto que oferece.
Ao todo, foram apreendidos 593 quilos de frango e 70 litros de aguardente de cana, que estavam armazenados em recipientes plásticos repletos de poeira e fezes de rato.
O dono do estabelecimento foi autuado administrativamente e a apreensão foi noticiada ao Ministério Público.
Todos os produtos apreendidos pelos fiscais foram levados para o Aterro Sanitário Municipal, onde foram incinerados.

Comentários