Foi noticiado em nosso jornal impresso, o Nova Imprensa, em sua edição de nº 555, pág 08, veiculado na sexta-feira, 05/10, o fato ocorrido em Ponte Vila, distrito da cidade de Formiga, quando no dia 30/09, Diego Oliveira Arantes Amorim, 19 anos, agrediu com murros e esfaqueou Júlio César de Abreu, 31 anos.
A motivação segundo o B.O. se deu porque a vítima conversava com uma jovem, o que deixou Diego enciumado e o levou a cometer o crime.
Júlio foi encaminhado ao Pronto Atendimento Municipal e em virtude da gravidade dos ferimentos, imediatamente encaminhado ao bloco cirúrgico.Na ocasião foi lavrado o B.O. nº 10510/07
Diego foi preso em flagrante pela Policia Militar e conduzido à Penitenciária de Formiga, onde, teoricamente, aguardaria pelo julgamento. Porém, na quarta-feira, 03/10, o autor foi solto, menos de uma semana após ter cometido o crime que chocou toda a cidade.
No domingo, dia 06, a vítima ainda internada em estado grave, na Santa Casa de Formiga, mesmo após ser submetida a diversas cirurgias de reconstrução de parte dos órgãos, e de passar dias sem apresentar sinal de recuperação, faleceu por volta das 05h30.
Familiares e amigos, indignados com o acontecido, na quarta-feira, 10/10, por volta das 17 horas, protestaram contra a soltura de Diego. Os manifestantes percorreram as principais ruas de Formiga, parando em frente ao Fórum. Portavam cartazes com mensagens exprimindo sua revolta, gritavam em coro, e exigiram justiça.

Comentários