O ministro Carlos Ayres Britto, do TSE (Tribunal Superior Eleitoral), decide nesta quinta-feira se colocará em votação a consulta sobre a fidelidade partidária para os eleitos em cargos majoritários (senadores, prefeitos, governadores e presidente da República). Britto é o relator da consulta feita pelo PRTB sobre o tema.

Na semana passada, o STF (Supremo Tribunal Federal) validou a decisão do TSE de impor a fidelidade partidária a partir de 27 de março deste ano. Essa regra deve ser aplicada para os políticos eleitos no pleito proporcional (deputados federais, deputados estaduais e vereadores).

A expectativa inicial era que o TSE decidisse na terça-feira se a fidelidade deve ser estendida para senadores, prefeitos, governadores e presidente. Na ocasião, o Tribunal informou que o assunto não seria colocado na pauta porque Britto não havia concluído seu voto.

O TSE não confirmou se Britto colocará a consulta em votação, pois esta é uma decisão do ministro.

Comentários