Os ?slings?, faixas de pano para transportar o bebê amarrado ao corpo da mãe, são práticos e confortáveis para os adultos, mas dependendo da forma como são usados, podem até mesmo matar a criança.
Um aviso divulgado no dia 12 de março pela U. S. Consumer Product Safety Commission, agência do governo norte-americano, se coloca contra a comercialização do produto. Atitude causou polêmica na internet, entre mães e médicos favoráveis ao uso do acessório, que aproxima o contato com o bebê.
Segundo o alerta americano, os pais e responsáveis devem tomar especial cuidado ao carregar crianças com menos de quatro meses nos ?slings?, que podem causar sufocamento.
As faixas de pano compridas já viraram febre até mesmo entre as celebridades de Hollywood. No Brasil, a moda também pegou, mas não há regulamentação para o acessório, de acordo com o Inmetro Instituto Nacional de Metrologia, Normatização e Qualidade Industrial (Inmetro).
Enquanto as regras não chegam por aqui, a agência norte-americana recomenda escolher um produto com tecido macio, confortável e resistente, com largura suficiente para acomodar o bebê e que tenha laterais elevadas. Os pais devem perceber se a criança está grande ou ativa demais para usar o produto. Além disso, bebês com menos de um mês não devem ser transportados no ?sling?.
A U. S. Consumer Product Safety Commission pediu ainda cuidado extra aos pais de crianças prematuras, com peso baixo ou problemas respiratórios e recomendou que a cabeça do bebê fique sempre visível.

Comentários