Um menino, de dois anos, nasceu com dois pênis e precisou passar por uma cirurgia para remover um dos órgãos em São Paulo,narra um caso clínico publicado na revista científica “Journal of Pediatric Urology” no início de março deste ano.

A condição rara aparece em três formas: com duplicação da glande, duplicação parcial e duplicação total do pênis com corpos cavernosos e corpos esponjosos.

Apesar disso, costuma haver diferenciação entre permeabilidade da uretra. No caso do garoto, os médicos decidiram por retirar o que tinha menor ligação com o sistema urinário.

Exames mostraram que o pênis direito tinha um ponto de encontro com a uretra bulbar, e o esquerdo foi modificado para que a estrutura funcionasse normalmente, e, por fim, o órgão, que era maior que o outro, foi removido após os procedimentos.

“O tratamento deve ser sempre planejado individualmente, considerando as anomalias associadas, com o objetivo de obter resultados funcionais e estéticos satisfatórios”, pontua a equipe no texto. “Observou-se uma confluência em Y para a uretra bulbar, confirmando apenas uma próstata e bexiga”, completam.

Fonte: O Tempo

COMPATILHAR: