O prazo para a vacinação de crianças de 0 a 5 anos contra a Paralisia Infantil expirou na sexta-feira (27), e em Formiga, a meta preconizada pelo Ministério da Saúde, que é de que 95% crianças do município sejam vacinadas, não foi atingida, apesar da diminuição dos números pré-estabelecidos que passaram de 5.591 para 4291, após a Secretaria Municipal alegar que o número anterior, baseado em dados do IBGE, era superestimado.
Segundo a Secretaria de Saúde de Formiga, 3.904 crianças, ou seja, cerca de 91% das crianças.
?Algumas crianças da zona rural de Formiga ainda serão vacinadas, mas dificilmente a meta será alcançada? disse Juliana Silva Castro, coordenadora do Setor de Epideomologia. Juliana também disse que o número de 4.291 crianças continua superestimado, pois Agentes da Saúde foram de casa em casa durante todo o período de vacinação, e poucas crianças não foram encontradas ou não puderam tomar a vacina.

Paralisia Infantil ou Poliomielite
A poliomielite ou paralisia infantil, como é mais conhecida, é uma doença infecto-contagiosa viral aguda que se manifesta de diversas formas. O quadro clássico é caracterizado por paralisia flácida de início súbito e acomete geralmente os membros inferiores. Em algumas pessoas a doença pode levar a paralisia dos músculos respiratórios e da deglutição: situação que deixa a vida do paciente ameaçada.
Ocorre principalmente por contato direto entre pessoas, pelas vias fecal-oral ou oral-oral. A transmissão oral-oral ocorre através de gotas contaminadas que saem da boca ao falar, tossir ou espirrar. A falta de saneamento básico e o elevado número de crianças morando em uma mesma residência favorecem a transmissão do poliovírus.
Não existe tratamento específico, mas todos os casos com manifestações clínicas devem ser internados para acompanhamento médico.
A única medida eficaz para manter erradicada a circulação do poliovírus é a vacinação.

COMPATILHAR: