Nas últimas 24 horas, Minas Gerais ultrapassou a marca de 20 mil novos casos de Covid-19, segundo o Boletim Epidemiológico da Secretaria de Estado da Saúde (SES).

 Medidas restritivas mais severas voltaram a entrar em vigor, como a redução da capacidade de torcedores nos estádios durante jogos de futebol. Porém, para o duelo entre Brasil e Paraguai, pelas Eliminatórias da Copa do Mundo, no dia 1° de fevereiro, no Mineirão, às 21h30, 100% da lotação foi liberada.

Em Minas, a SES anunciou em 19 de janeiro que as duas primeiras rodadas do Campeonato Mineiro só poderiam receber até 20 mil torcedores por estádio. A medida seria para reduzir o avanço da variante Ômicron no Estado.

Essa decisão não se aplica ao jogo da Seleção: cerca de 60 mil ingressos foram colocados à venda.

De acordo com a assessoria do Gigante da Pampulha, é obrigatório o uso de máscara e a apresentação do comprovante de vacinação atualizado juntamente com o teste PCR-RT negativo para Covid-19, realizado até 48 horas antes do ingresso no estabelecimento, ou do tipo antígeno, feito com antecedência de até 24h.

No jogo que acontecerá nesta quinta-feira (27), entre Equador e Brasil, em Quito, também pelas Eliminatórias, o público não poderá marcar presença. Na segunda-feira (24), o Comitê de Operações de Emergências Nacional do Equador decidiu proibir a presença do público, em decorrência do avanço da Covid-19 no país.

A Confederação Brasileira de Futebol (CBF) foi procurada pela reportagem, mas, até a publicação desta matéria, não se manifestou.

Nessa quarta-feira (26), o prefeito de Belo Horizonte, Alexandre Kalil, terá uma reunião com o Comitê de Enfrentamento à Covid para discutir a liberação de eventos privados na cidade. Nesta ocasião, também deverá ser discutido a presença de torcedores nos estádios nas próximas semanas.

Fonte: Hoje em Dia

Comentários