Mulheres que desejam ter cabelos lisos, com menos volume e mais brilho, podem estar indo longe demais em nome da vaidade. Apesar de a Agência Nacional de Vigilância Sanitária (Anvisa) ter proibido o uso de alisadores que contenham formol, a prática ainda é comum em salões de beleza do país.
Escova progressiva, escova francesa, alisamento japonês e escova definitiva, entre outras. São diversos nomes e as mais variadas técnicas para deixar o cabelo liso, mas nenhuma delas possui registro na Anvisa. O uso de formol em alisadores pode trazer graves conseqüências para a mulher, e inclusive provocar a queda parcial ou total das madeixas.
Além do risco estético, quem se expõe ao formol pode sofrer danos graves quanto à saúde, como irritação à pele e aos olhos, com vermelhidão, dor e queimaduras; câncer no aparelho respiratório; dor de garganta; irritação do nariz; tosse; diminuição da frequência respiratória; edema pulmonar e pneumonia. Além de tudo isso, na pior das hipóteses, o uso do formol podem levar à morte, em função de um choque anafilático.

COMPATILHAR: