O Ministro da Saúde, Marcelo Queiroga, anunciou neste sábado (14) que vai distribuir 4 milhões de testes para a detecção da Covid-19 ainda neste mês, quantidade essa que faz parte de um total de 60 milhões de teste que serão distribuídos pela pasta. A declaração foi dada em Brasília durante o lançamento de um programa piloto de testagem. 

O ministro disse também que estudos indicam que as vacinas da Pfizer e da AstraZeneca são mais eficazes contra variante Delta. “Essa variante parece ser mais contagiosa e isso pode gerar uma nova pressão para o sistema de saúde. Estamos atentos, juntamente com a Fundação Oswaldo Cruz, fazendo um monitoramento diário. Nós já temos provas que a Pfizer e a AstraZeneca são bastante eficientes em relação a variante Delta. Outras vacinas nós torcemos também que elas tenham essa eficiência, e nós estamos atentos para esse aspecto” afirmou Queiroga. 

Programa piloto de testagem:

Um projeto-piloto de testagem rápida contra a covid-19 começou a ser posto em prática neste sábado (14) em Brasília. Em parceria com a Secretaria de Saúde do Distrito Federal (DF), o Ministério da Saúde está fazendo, desde as 11h, testes de antígenos em 200 voluntários no estacionamento da Feira dos Importados.

O local foi escolhido por ser de grande circulação. O evento avaliará os requisitos necessários para a adoção do Plano Nacional de Testagem, que pretende se tornar uma estratégia nacional de triagem de casos de covid-19. Entre os itens avaliados, estão o tempo de triagem, a rastreabilidade do uso dos testes, o perfil epidemiológico dos voluntários e os resultados positivos entre os voluntários testados, sejam eles sintomáticos ou assintomáticos.

Os testes rápidos foram produzidos pela Fundação Oswaldo Cruz (Fiocruz), e profissionais do Laboratório Central de Saúde Pública do Distrito Federal (Lacen-DF) fazem as coletas. Os resultados saem de 20 a 30 minutos após a testagem. Quem tiver resultado positivo terá de concordar em voltar para casa e manter o isolamento social. Dois médicos da Secretaria de Saúde  estão emitindo atestados para aqueles que tiverem a doença detectada.

Segundo o Ministério da Saúde, uma testagem em massa sistemática é fundamental para identificar casos sintomáticos e assintomáticos na população geral e em grupos vulneráveis. Essa estratégia também permite orientar medidas de controle da circulação do vírus. Os resultados das análises, informou a pasta, ajudam os gestores a planejar abordagens semelhantes e adotar medidas adicionais para conter a doença.

Fonte: Itatiaia

Comentários
COMPATILHAR: