O Ministério Público de Minas Gerais, por meio da Promotoria de Justiça de Bom Despacho e do Centro de Apoio Operacional das Promotorias de Justiça e Defesa da Ordem Econômica e Tributária (Caoet) realiza, nesta quarta-feira (29), a Operação Cosa Nostra, para o cumprimento de oito mandados de busca e apreensão na Prefeitura de Bom Despacho, em residências e em um estabelecimento comercial. A operação acontece também em Nova Serrana e Belo Horizonte.
O MP investiga o enriquecimento indevido do prefeito municipal e a prática de atos de improbidade administrativa praticados por ele e outros agentes públicos. A pedido do MP foram aceitas as medidas de busca a apreensão, quebra de sigilos bancários fiscal, e de indisponibilidade de bens que teriam sido adquiridos pelo político no valor aproximado de R$ 1,5 milhão, segundo indicam apurações preliminares.

Comentários