A equipe de redação do jornal Nova Imprensa e do portal Últimas Notícias recebeu várias denúncias anônimas de que diversos bairros da cidade ficaram sem água no último final de semana, principalmente os moradores da rua Antônio Davi, no bairro Santa Luzia, que estão há quase 30 dias enfrentando esse problema.
Os moradores daquela rua estão indignados com a situação, pois é necessário o uso de caminhões pipa para encher as caixas de água das residências e, na maioria das vezes, somente a pessoa que acionou o Serviço Autônomo de Água e Esgoto (Saae) recebe o atendimento, segundo informações dos denunciantes.
Outra reclamação é que não tem pressão suficiente para a água chegar às caixas das residências, assim, é possível utilizar somente a água das torneiras ligadas diretamente ao encanamento da rua. Alguns moradores colocaram até duas caixas de água nas casas, em uma captam a água da rua e, na outra, bombeiam para a outra caixa.
De acordo com dados da denúncia, o Saae faz reparos na canalização, faz buracos nas ruas e não resolve o problema. No último final de semana, os moradores se reuniram e até fizeram um boletim de ocorrência.
A equipe de redação entrou em contato com o diretor do Saae, Paulo Quintiliano, para saber mais informações sobre a denúncia. Ele respondeu: ?tinha um problema de falta de água nesta rua, mas, na semana passada, estivemos lá, arrumamos o problema, tem até um morador desta rua [Antônio Davi] que trabalha comigo e ele disse que o problema havia sido sanado. Então, depois deste dia, não me procuraram, se existe algum outro problema eu ainda não fui informado, ressaltou Paulo.
Questionado novamente sobre a falta de água no último final de semana em outros bairros da cidade, Paulo Quintiliano contou que o Saae está enfrentando uma perca de 10% de água na adutora e quando chega o final de semana, as pessoas gastam mais água, lavando carros, passeios, casas e até ruas. Então, somando a perca de água com alguns desperdícios, acontece o problema da falta de água.
O diretor do Saae pediu à população de Formiga para não acionar o caminhão pipa enquanto ainda tiver água na caixa. Ele contou que uma vez várias ruas estavam com falta de água, mas, quando chegaram aos locais, as caixas de água das casas estavam pela metade. Ele acrescentou que, agindo dessa forma, impede de ajudar a quem realmente necessita do serviço.
Aliás, na reunião da Câmara Municipal, nesta segunda-feira (4), os vereadores criticaram a falta de água e falaram das diversas reclamações que receberam de moradores de diversos bairros.

COMPATILHAR: