A relação entre o preço médio do etanol e o valor médio da gasolina atingiu a marca de 78,10% em março, na média nacional, segundo o Índice de Preços ao Consumidor (IPV), da Fundação Instituto de Pesquisas Econômicas (Fipe). O número apurado no mês passado superou a relação de 71,29% em fevereiro e é a maior da série histórica, iniciada em janeiro de 2003.
De acordo com especialistas, o uso do etanol deixa de ser vantajoso em relação à gasolina quando o preço do derivado da cana-de-açúcar representa mais de 70% do valor da gasolina. A vantagem é calculada considerando que o poder calorífico do motor a etanol corresponde a 70% do poder dos motores a gasolina.
Ambos os combustíveis lideraram o ranking de pressões de alta do IPC em março. O etanol representou 0,06 ponto percentual da taxa de 0,35% de março e a gasolina, 0,05 ponto percentual. Segundo o coordenador do IPC, Antonio Evaldo Comune, a tendência a partir de abril é de desaceleração nos preços desses combustíveis por conta da proximidade do início da safra da cana-de-açúcar.
O preço médio do etanol ainda encerrou o mês de março com uma alta de 11,69% no país.

COMPATILHAR: