O senador Sergio Moro (União Brasil-PR) foi o convidado do programa Morning Show desta terça-feira (7). Em entrevista à Jovem Pan, o ex-juiz sugeriu uma reforma no Supremo Tribunal Federal (STF).

“Algo que tenho defendido é uma reforma no Judiciário que diminua o peso das decisões monocráticas, individuais, dentro do STF. Nós também defendemos um mandato para os ministros do Supremo, não renováveis. Defendo um mandato de 12 anos para o ministro que entrar, para que nós possamos buscar uma normalidade institucional dentro do Parlamento”, afirmou.

Moro defendeu o legado da Lava Jato e cobrou maior protagonismo do Senado no Congresso Nacional. “Temos que tomar isso com bastante cuidado. Quem foi preso na Lava Jato era quem roubou o dinheiro público, todo corrupto, portanto, é um ladrão. Agora, defendo particularmente que o Senado tem que assumir um papel de protagonismo; o Judiciário em um papel mais limitado. Dentro de uma democracia, quem tem que ser mais cobrado são os representantes eleitos. Espero que a gente retome um cenário de normalidade institucional”, acrescentou.

 

Fonte: Redação – Jovem Pan

COMPATILHAR: