Faleceu nesta terça-feira (27),  aos 57 anos, em Belo Horizonte, o médico psiquiatra Gilvan Antônio Nunes, o “Dr. Gilvan do Caps” em Formiga.

Gilvan trabalhou ativamente na comunidade formiguense, sendo um dos fundadores da APROSAN – Associação Pró Saúde Mental De Formiga, médico responsável durante vários anos pelo atendimento psiquiátrico no Caps da Prefeitura, além de manter seu consultório particular.

De acordo com manifestações de amigos, “Gilvan era uma pessoa sensível, trabalhador incansável, amante das artes, buscou ativamente o engajamento da sociedade na defesa da dignidade dos dependentes químicos e dos que necessitavam de tratamento mental.

Sua ausência será muita sentida, pois seu trabalho médico de qualidade era iluminado por seu caráter inabalável e seu coração solidário, acolhendo e apoiando incondicionalmente os enfermos da cidade”.

COMPATILHAR: