O Movimento Negro Unificado de Divinópolis (Mundi) é uma das 13 instituições premiadas na edição deste ano do Prêmio Mineiro de Direitos Humanos.

A cerimônia de entrega do prêmio ocorreu nessa segunda-feira (10), no Memorial de Direitos Humanos – Casa da Liberdade, em Belo Horizonte.

A premiação, organizada pela Secretaria de Direitos Humanos, Participação Social e Cidadania (Sedpac), foi criada em 2015 e visa valorizar os segmentos que se destacaram nas práticas de promoção, proteção e defesa dos direitos humanos no Estado.

Para o presidente do Mundi, Alisson Augusto Ferreira, a premiação é o reconhecimento do trabalho que vem sido feito pela instituição. “Para nós este prêmio é muito importante porque de alguma maneira é um reconhecimento do trabalho do Mundi pela defesa e promoção da igualdade racial. Especialmente para as crianças e mulheres negras, que temos focado bastante no trabalho. Nosso foco é a educação. A valorização do ser humano e da comunidade negra. Então, o reconhecimento é bem-vindo, especialmente quando vem de uma instituição governamental”, disse ao portal G1 sobre a conquista.

 

 

Fonte: G1 ||

Comentários
COMPATILHAR: