Aqueles que tiverem contas de luz em atraso terão, até o próximo dia 13 de março, uma oportunidade para quitar os débitos com a Cemig. A empresa lançou no mês passado uma Campanha de Negociação de Débitos para tentar regularizar a situação de mais de 400 mil consumidores endividados, oferecendo condições diferenciadas, como isenção de multa e juros para pagamento à vista e opções de parcelamento mais atrativas.

Deste total de contas em atrasos, 40% estão na região metropolitana de Belo Horizonte. A negociação pode ser feita por um telefone voltado exclusivamente para este fim: basta ligar no 0800 721 7003. Para atender à demanda da capital mineira, a Cemig também criou uma estrutura física apenas para atender os clientes com dívidas, localizada no prédio da rua Itambé, 114, no Floresta, na região Leste de BH.

Denise Souza, analista econômico-financeiro da Cemig, destaca que o telefone 0800 estará de plantão no período de 9 às 21 horas, de segunda a sexta-feira, e, aos sábados, de 9 às 15 horas, exceto feriados. Ela lembra ainda que, se o cliente preferir, ele poderá ir presencialmente em uma das agências da Rede Cemig Fácil mais próxima.

“Alertamos que os parcelamentos poderão ser realizados pelo titular da fatura – mediante a confirmação dos dados cadastrais no contato telefônico ou apresentação do CPF ou RG nas agências de atendimentos – ou representante legal com a devida documentação e procuração para esse fim”, destaca. Ainda de acordo com Denise Souza, as condições de negociação são atrativas e variam de acordo com o número de faturas vencidas.

“Essa é uma ótima oportunidade para que os clientes que possuem débitos com a Cemig possam negociá-los e quitá-los evitando a suspensão do serviço de energia ou inclusão no cadastro negativo dos órgãos de proteção ao crédito. A Empresa entende o momento econômico difícil que o País está passando e espera facilitar a quitação das faturas em atraso”, afirma.

A Cemig utiliza, há vários anos, diversas ferramentas de comunicação com o cliente, para evitar a inadimplência. As medidas adotadas pela Empresa são: envio de e-mail, mensagem de texto via celular (SMS), carta cobrança, notificação por meio de carta, visando evitar a inscrição do titular no serviço de proteção ao crédito, e contato telefônico.

 

Fonte: Hoje em Dia ||

Comentários