Quinze mandados de busca e apreensão foram cumpridos na manhã desta quinta-feira (17) em Formiga, durante a Operação ?Fukujin?, desencadeada pela Polícia Civil, em todo o Estado, com o objetivo de combater a prática do jogo do bicho.
Sete delegados e todos os investigadores da Polícia Civil, que atuam na cidade, participaram da ação, comandada pela delegada do Juizado Especial, Proteção à Família e Cartas Precatórias, Luciana Sousa.
Contando com o respaldo do Poder Judiciário, responsável pela expedição dos mandados, a operação, que começou por volta das 8h, obteve êxito em todos os locais em que esteve à procura de provas.
Durante coletiva à imprensa da cidade, realizada no fim da manhã, foi apresentado todo o material recolhido e os quase R$83 mil em dinheiro apreendidos. De acordo com a responsável pela ação, o período de investigações, foi curto, começou na sexta-feira (11). ?Foi um tempo ínfimo, mas suficiente para apreendermos todo esse material?, disse a delegada.
Algumas pessoas foram conduzidas à delegacia, dentre elas, contraventores e apostadores, mas estas serão liberadas, já que a prática do jogo do bicho é considerada de baixo potencial ofensivo e não prevê prisão imediata. Porém, a delegada Luciana explicou que apesar de ser considerado um crime ?anão?, este é base para outros crimes graves como lavagem de dinheiro e tráfico de drogas. Uma vez comprovados no decurso das investigações, poderão significar que outro tratamento na esfera judicial será dado aos hoje investigados.
A delegada garante que além dos 15 locais, alvos da operação desta manhã, pelo menos outros 45 são usados para a prática do jogo na cidade e serão objetos das investigações que prosseguirão.

Confira a entrevista dada pela delegada responsável pela operação durante coletiva à imprensa.

COMPATILHAR: