Segundo estimativas do Ministério da Saúde, a cada ano, mais de dois milhões de casos de pneumonia ocorrem no Brasil. A doença, que sempre gerou preocupação para idosos e portadores de doenças crônicas, uma vez que é mais frequente quando há baixa imunidade, também pode acometer pessoas jovens e saudáveis. Sua forma mais comum de contágio é a bacteriana.
Comum nesse período do ano, quando há gripes e resfriados que diminuem a resistência imunológica, a pneumonia é causada pela inflamação dos alvéolos, local onde ocorrem as trocas gasosas. Normalmente, é resultado de uma infecção por bactérias (em quase metade dos casos, segundo estimativas do SUS), mas também podem ocorrer devido a vírus, fungos e outros agentes infecciosos, ou por substâncias químicas.
A causa mais comum de pneumonia bacteriana, em adultos, é provocada pelos pneumococos, que estão presentes na cavidade oral. Quando as defesas do organismo enfraquecem, elas podem ser aspiradas para os pulmões e lá se proliferam. Seu tratamento é feito através de antibióticos.

Comentários
COMPATILHAR: