Um primo de Juan Davi, que foi atingido por uma bala perdida nos primeiros minutos de 2023, postou a última foto do adolescente ainda vivo, pouco antes da virada do ano. Nas redes sociais, Saulo Santos lamenta a morte do familiar. “Não acredito na sua ida para o céu”, diz ele em um trecho.

“Não consigo acreditar. Você estava vivo às 23h59; às 0h05, morto por uma bala perdida. Esse mundo é muito cruel. Te amarei na eternidade”, lamenta Saulo.

“Ontem você estava vivo nesse horário, comendo, dançando, rindo; hoje você está morto por uma bala perdida. Por quê? Meu primo, eu te amo”, completa ele em outra postagem.

De acordo com testemunhas, o menino estava em uma cadeira assistindo aos fogos quando foi atingido. A Delegacia de Homicídios da Baixada Fluminense investiga ele foi morto por um tiro disparado durante a comemoração do réveillon em Mesquita, na Baixada Fluminense.

A tia do menino, Adriana, conta que ele era filho único e diz que a família está muito abalada.

“Imagina a nossa dor, ele era filho único, minha irmã está sem condições. Dói muito”, afirma ela.

Em nota, o colégio onde Juan Davi estudava lamentou sua morte.

Segundo testemunhas, ele estava em cima de uma cadeira, na varanda de casa, quando foi atingido. A primeira hipótese investigada pela polícia é de que um tiro foi disparado para o alto e atingiu a criança.

O velório do menino Juan está previsto para começar às 11h desta segunda-feira (2). O sepultamento será às 16h.

A Escola Municipal Machado de Assis, na qual Juan Davi estudava, publicou uma nota lamentando o caso e oferecendo condolências à família.

“É com imenso pesar que comunicamos o falecimento do nosso aluno Juan Davi de Souza Faria. Que a família do Juan Davi receba nossas condolências e amor nesse momento. Que tenham força para passar por esse momento de dor e tristeza. Sintam–se abraçados. ”

Segundo informações da Polícia Militar, uma equipe de policiais do 20º BPM (Mesquita) foi acionada para verificar a entrada de uma vítima de disparo de arma de fogo na Unidade de Pronto Atendimento (UPA) de Edson Passos.

Na unidade, os PMs foram informados que a vítima, um adolescente, não resistiu. A ocorrência foi encaminhada à 53ª DP (Mesquita) e, posteriormente, à Delegacia de Homicídios da Baixada Fluminense (DHBF).

A Polícia Civil informou que agentes ouvem testemunhas e realizam outras diligências para apurar a autoria do disparo.

Fonte: G1

Comentários
COMPATILHAR: