Nesta quinta-feira (6), policiais federais da delegacia de Divinópolis realizaram prisão em flagrante de um homem no Instituto Nacional do Seguro Social (INSS) de Formiga. O suspeito compareceu na agência como procurador de uma outra pessoa, apresentando documentos falsos, com a finalidade de requerer o benefício assistencial (LOAS).
O indivíduo já estava sendo investigado por fatos semelhantes e falsificava documentos exigidos pelo INSS, na tentativa de forjar uma situação de carência de recursos. O investigado falsificava documentos que tentavam demonstrar a separação de fato, de pessoas verdadeiramente casadas e que conviviam sob o mesmo teto.
Os servidores do INSS já haviam sido alertados pelas autoridades de Divinópolis, para que comunicassem fatos semelhantes praticados pelo investigado.
Os investigadores de Divinópolis receberam uma ligação telefônica da agência do INSS de Formiga, narrando os fatos, os quais foram imediatamente investigados pelos policiais federais, que deram voz de prisão ao suspeito.
Os documentos apreendidos serão submetidos a exame pericial. O indivíduo foi encaminhado ao presídio Floramar, em Divinópolis. A pena prevista para este delito varia de 1 a 5 anos.

COMPATILHAR: