Uma decisão inusitada foi tomada pelo prefeito da cidade de São Lourenço, no Sul de Minas, com apoio da Polícia Militar e da Justiça. O prefeito José Neto proibiu os foliões de ouvirem funk e rap neste Carnaval. A medida pretende resgatar as marchinhas tradicionais.
E quem desafiar a ordem pode ir para a cadeia. O prefeito quer com essa iniciativa proibir canções que incitem a violência ou o desrespeito às autoridades.
?São movimentos de massa muito condensados, que exigem uma estrutura melhor de coordenação, controle e segurança, que uma festa pública como o Carnaval não nos permite adotar, alega o prefeito.
Os infratores que forem surpreendidos ouvindo funk ou rap durante os dias de folia vão ser obrigados a desligar o som ou vai parar na delegacia por crime de desobediência. O crime pode render até seis meses de prisão.

Comentários
COMPATILHAR: