Redação Últimas Notícias 

A coordenadora da Defesa Civil, Vera Moreira e uma equipe do Corpo de Bombeiros realizou na manhã desta sexta-feira (14), uma visita técnica ao lixão do bairro Água Vermelha.

A visita ocorreu por volta das 9h e contou com a presença do médico Ronan Dalariva e do representante da Secretária de Saúde, Leandro Pimentel.  O intuito da ação foi averiguar o número de pessoas acometidas por doenças respiratórias causadas pela inalação da fumaça exalada pela combustão do material descartado no local.

O lixão se localiza no prolongamento da rua Euclides da Cunha, mas moradores de uma grande área do bairro foram acometidos por doenças respiratórias, desta forma,  a equipe visitou diversas residências no bairro.

(Foto: Paulo Coelho/Últimas Notícias)

Segundo Vera Moreira, a Defesa Civil realizará um levantamento para saber quantas pessoas foram acometidas pela inalação da fumaça. “Estamos realizando um cadastro com nome, idade e número de moradores que apresentam problemas respiratórios além de conferir se já foram medicados inclusive, anotando a medicação indicada a eles”.

O levantamento é feito com o intuito de atender as exigências protocolares necessárias para emissão do decreto que reconhece o estado de emergência na região.

A Defesa Civil realizará a operação diariamente para cadastrar todos os moradores. Ao realizar a visita, Vera pode sentir assim como toda a equipe, os incômodos causados pelo odor exalado pela combustão no lixão.

Apesar da ação da Defesa Civil, os moradores que acompanharam a visita reclamaram da demora em solucionar o problema. “É muita reunião, muito papo, gente demais envolvida e na prática mesmo, até agora, nada foi resolvido. Enquanto isso o número de moradores doentes aumenta”, desabafou uma das moradoras que, em companhia de outras, tem se mostrado presente em todas as ações que envolvem a questão.

 

 

Comentários
COMPATILHAR: