A Santa Casa de Caridade de Formiga, por meio de assessoria de comunicação, divulgou nessa quinta-feira (6), a respeito da adoção de mais uma conduta que tem o objetivo de aumentar a qualidade do atendimento aos pacientes, ajudando a salvar e preservar vidas: O Código Amarelo.

O Código Amarelo ocorre quando o enfermeiro detecta alterações agudas no quadro clínico ou em estados de potencial gravidade, intervindo de forma precoce. Sendo assim, a nova conduta minimiza o risco de uma evolução da parada cardiorrespiratória no paciente assistido.

De acordo com o gestor de enfermagem, José Orlando Fernandes, em dois meses de funcionamento, 45 pacientes foram atendidos por meio do Código Amarelo.

Em meados de agosto de 2013, foi implantado o Código Azul, pelo qual o enfermeiro detecta uma situação de emergência em pacientes adultos, com suspeita de Parada Cardiorrespiratória ? PCR e Insuficiência Respiratória Aguda ? IRA.
Ele aciona a telefonista, a qual tem o papel de informar e comunicar, também, à Enfermagem do Pronto Atendimento e ao médico plantonista. Com esse ganho de tempo, até a chegada do carro de emergência e do médico, o enfermeiro inicia, precocemente, a manobra de ressuscitação, a qual aumenta a sobrevida do paciente.

Comentários
COMPATILHAR: