Desde a semana passada, teve início uma nova polêmica na cidade, sobre a criação de uma sala para o vice-prefeito Antônio Metralha/PSB. Um jornal da cidade publicou reportagens alegando que o PT não cumpriu a promessa de campanha e apontou uma série de motivos para que não fosse disponibilizado o espaço para o vice na Prefeitura.
A reportagem publicada no site do PT informa que o presidente do partido, Altair Ribeiro, convocou reunião com a Executiva do partido que ocorreu nesta quarta feira (16), às 18h. ?O objetivo foi desfazer boatos e falsas notícias sobre a interferência do PT na ?novela? da sala do vice prefeito Antônio Metralha?, enfatiza o site do PT.
Ainda conforme a divulgação, foram convidados para a reunião o presidente do PSB, Elton da Costa, e o vice-prefeito. Além dos presidentes Altair Ribeiro e o recém-eleito Dimas José da Silva, estiveram presentes os petistas Luís Carlos, Túlio Fonseca e Gilberto Galdino.
?A reunião foi rápida e serviu para esclarecer as falsas informações publicadas por tabloide local. Convocamos a reunião pois as informações repassadas pelo jornal ficaram distorcidas. O convite para que o Antônio Metralha fosse o vice em nossa chapa foi meu. Eu o conheço bem e não teria razão para boicotarmos a sua atuação na Prefeitura? , afirmou Altair na reportagem.
Duas sugestões foram feitas na reunião e seriam para ação imediata. Uma delas é que o vice-prefeito poderia iniciar o atendimento ao público em uma sala na Secretaria de Desenvolvimento Humano, sendo esta ideia apontada pelo próprio secretário da pasta, Luís Carlos Silva. ?A parceira do PSB e do PT, acontecida na eleição, continua firme atualmente. Com certeza também seremos parceiros no futuro? declarou Luís Carlos.
A segunda sugestão foi para que o prefeito instalasse seu gabinete na sede da Secretaria de Comunicação ?Colocamos nossa estrutura à disposição do Sr. Antônio. Todos sabem da importância dele na eleição. Ninguém queria ser o vice de Aluísio. Ele topou. Já passou da hora de cumprir este compromisso de campanha. Agora, sobre o jornal, conhecemos o caráter da empresa. O jornal pode até continuar mentindo, nós é quem não podemos aceitar tudo como verdade?, salientou o secretário de comunicação Túlio Fonseca.
Ainda não foi decidida qual das ideias será acatada ou se haverá uma terceira via. Os dois membros do PSB, Elton Costa e Antônio Metralha, ficaram de estudar as propostas e vão voltar a falar com o PT sobre a decisão. ?A reunião foi muito boa. O meu caso é totalmente diferente do caso do Alvano. Na realidade, meu relacionamento com o PT é muito bom. Eu nasci no PT, foi o primeiro partido em que me filiei? comentou Metralha.

Comentários