Após três meses de recadastramento dos servidores municipais ativos, inativos e pensionistas, o Instituto de Previdência Privada dos Servidores Municipais de Divinópolis (Diviprev) bloqueou o pagamento de quase 600 funcionários, a maior parte deles estava como ativo. Os vencimentos só serão liberados após a regularização dos dados.

O recadastramento teve início no dia 1º de agosto e terminou no dia 31 de outubro. Mesmo com o prazo longo, 599 servidores não realizaram o recadastramento do Censo Previdenciário. Segundo a superintendente do Diviprev, Rejane Alves Campos Souza, a maior parte deles (454) ainda está na ativo e 145 são pensionistas ou servidores inativos.

“Eles têm até o início de dezembro para fazer o recadastramento. Não vamos prorrogar o prazo por meio de decreto, mas estamos dando uma segunda oportunidade”, disse Souza.

Também de acordo com Rejane, este ano ainda não foi detectada nenhuma irregularidade. “No ano passado encontramos um caso de familiares que continuavam recebendo o pagamento indevidamente de um servidor que já havia falecido”, lembrou a superintendente.

Divinópolis tem 4.529 segurados e o recadastramento é obrigatório, previsto na Lei Federal 10.887, de 18 de junho de 2004.

 

 

Fonte: G1||

Comentários
COMPATILHAR: