A meningite, doença que causa inflamação das meninges e pode até matar, tem diagnóstico mais preciso. De acordo com o Ministério da Saúde, o SUS já conta com o exame PCR, feito em tempo real. Com isso, pessoas com a doença ficam sabendo quase que de imediato que estão contaminadas e não há risco de diagnósticos incorretos.
A tecnologia consiste na análise de uma amostra de liquor da medula espinhal. Caso sejam encontradas apenas oito ou dez bactérias, que podem estar mortas, o resultado do exame dá positivo e o paciente pode seguir para tratamento. Enquanto o diagnóstico da doença feito em laboratório levava cerca de 48 horas, o feito pelo PCR sai em apenas três.
Somente no estado de São Paulo, desde que o exame foi adotado, houve um aumento de cerca de 85% no número de diagnósticos da doença causada pela bactéria Neisseria meningitidis. Já para a bactéria Streptococcus pneumoniae, o aumento foi de 52%.

Comentários