O provedor da Santa Casa, Geraldo Couto; a gestora financeira, Eliane Nunes; e representantes da Prefeitura Municipal ? secretário de Fazenda, Antônio Carlos de Alvarenga; controlador municipal, Cleuton Lima; responsável pelo Departamento de Orçamento, Everaldo Alves Pacheco; e diretora do Departamento de Tesouraria, Maria Cristina de Oliveira ? estiveram reunidos na Santa Casa para discutir sobre a regularização da dívida que a Secretaria Municipal de Saúde, no valor de R$393.600, tem para com o hospital. O valor é referente aos convênios e serviços prestados, como fisioterapia, plantão médico e sobreaviso (ginecologia, obstetrícia, ortopedia, pediatria, anestologista), pela Instituição, desde meados de 2012.
Durante o encontro, foi discutido como o hospital e a administração municipal podem resolver a situação, de forma que o povo não fique prejudicado. Conforme o secretário de Fazenda, Antônio Carlos de Alvarenga, a equipe da Secretaria da Saúde teria uma reunião, junto à equipe da Procuradoria Municipal, para verificar uma melhor forma de realizar os repasses ao Hospital. ?Vamos fazer a vontade do prefeito Moacir Ribeiro, que é não deixar o povo sem atendimento, principalmente na área da saúde?, comentou o secretário.
De acordo com o provedor, Geraldo Couto, Administração, Mesa Administrativa e Corpo Clínico da Instituição querem prestar os serviços ao município. ?Estamos à disposição da sociedade formiguense, em relação à prestação de serviços ligados à saúde, principalmente os de urgência e emergência?, comentou.
No dia 25 de janeiro, numa outra reunião realizada no Gabinete do prefeito, junto à equipe administrativa da Secretaria de Saúde, ficou firmado entre as Instituições o compromisso com a prestação de serviços em saúde, para mais 60 dias, até a renovação do contrato ou criação de um novo documento.

Comentários
COMPATILHAR: