Reuniões realizadas nesta semana em Brasília entre a diretoria da Alago, na qual o prefeito Eugênio Vilela esteve presente, o ministro do Turismo, Marcelo Álvaro Antônio, e demais autoridades do Governo Federal discutiram a cota mínima do nível da água do Lago de Furnas. Na ocasião, foi solicitado às autoridades que intercedam junto ao Ministério de Minas e Energia para que Furnas mantenha a quota mínima de 763 metros do Lago de Furnas para assegurar a exploração do potencial turístico do Lago.

Segundo o secretário executivo da Alago, Fausto Costa, as manifestações foram feitas não só com o ministro Marcelo, mas com três senadores e deputados federais. “Estamos mobilizando todos os segmentos. Vamos ao Rio de Janeiro verificar essa possibilidade junto ao ONS (Operador Nacional de Sistema) e pedir apoio ao Sebrae para que seja feito um plano diretor de turismo da região do Lago. O Lago de Furnas é fundamental para trabalhar as políticas de turismo. Todas as autoridades que nos atenderam até o momento foram muito solícitos e assumiram essa bandeira.”

O prefeito Eugênio Vilela disse que a cota mínima do Lago de Furnas garante a exploração do potencial turístico de Formiga e fomenta a economia da região como um todo. “Isso garante a navegabilidade pelo lago, atrai mais pessoas para os nossos clubes e proporciona investimento imobiliário na região.”

Comentários
COMPATILHAR: