O Sindicato dos Trabalhadores do Transporte Rodoviário de Belo Horizonte (STTR-BH) decidiu manter a greve de ônibus na capital e região metropolitana. Representantes se reuniram com o Sindicato das Empresas de Transporte de Passageiros de Belo Horizonte (Setra-BH) no início da tarde desta terça-feira (13), para uma nova assembleia.
Os trabalhadores apresentaram um pedido de reajuste salarial de 20%. A exigência inicial era de 49%. Os patrões, no entanto, disseram não poder oferecer aumento maior que 6%, por isso os dois lados não chegaram a um acordo.
No fim da tarde ocorrerá mais uma reunião na sede do Tribunal Regional do Trabalho.
Nesta manhã, o TRT determinou que os sindicatos representantes dos rodoviários garantam a presença, em serviço efetivo, de não menos que 50% da frota de transporte coletivo da região metropolitana de Belo Horizonte e 70% nos denominados horários de pico, isto é, entre 6h e 9h e entre 17h e 20h.
O STTR-BH informou que irá entrar com uma liminar para não cumprir a decisão. Segundo o sindicato, por lei, o mínimo de efetivo necessário é de 30%.
Estações – De acordo com a BH Trans, o movimento nas estações está sendo normalizado. No início da tarde, em Venda Nova, 94% das viagens estão sendo cumpridas. Na Estação São Gabriel, o número chega a 74% e na Vilarinho 37% das viagens foram realizadas.
As estações Barreiro e Diamante continuam sendo as mais afetadas, com 18 e 12% das viagens cumpridas, respectivamente.

Comentários
COMPATILHAR: