Com o objetivo de oferecer atendimento de qualidade e mais segurança a usuários e colaboradores, a Santa Casa passa, continuamente, por um processo de realinhamento dos serviços, tendo como foco as necessidades do hospital e dos pacientes. Dessa forma, além de visar a melhoria de algumas atividades, sugeridas por órgãos de saúde ou por adequações de fluxo operacional, a instituição mantém seus níveis de excelência e acompanha as transformações exigidas pelas organizações de saúde.
Para isso, todos os setores da Santa Casa avaliam, cotidianamente, suas estruturas e promovem as alterações devidas, em conjunto com os gestores dos diversos setores da instituição. Dentre as mudanças de reestruturação, está a informatização dos processos. Em junho, no setor de enfermagem, foi implantado o sistema de transcrição eletrônica. Para que a implantação fosse possível e positiva a toda a comunidade hospitalar, os técnicos em enfermagem, que realizam o procedimento, passaram por um protocolo de mudanças e participaram de treinamentos. O objetivo da capacitação foi apresentar a nova ferramenta e também permitir a adaptação à mesma, promovendo um atendimento eficaz e de qualidade.
Para a enfermeira e gestora de área, Karla Emanuela da Mata, ?essa mudança comprova que a Santa Casa investe em inovações e tecnologia e procura melhorar, a cada dia, a qualidade dos seus serviços. Para isso, capacita os profissionais, mantém a ética e agiliza sua rotina?.
Ela explica como funciona a transcrição eletrônica. ?Primeiramente, o médico prescreve a medicação. O técnico em enfermagem realiza a transcrição eletrônica que, via sistema, é enviada à farmácia, onde são preparados os materiais e medicamentos discriminados. Só então, o técnico em enfermagem recolhe a medicação e leva até os postos de enfermagem, para o devido armazenamento e administração no paciente?, explica.
A implantação da tecnologia na instituição é feita de maneira gradativa. A transcrição eletrônica é o inicio do preparo para que o hospital implante também a prescrição eletrônica. O objetivo é, futuramente, informatizar todo o processo de atendimento, implantando o Prontuário Eletrônico do Paciente (PEP), que concentra todas as informações, com mais acessibilidade, produtividade e segurança.

Comentários