Na sexta-feira (6), a Polícia Civil do Estado de Minas Gerais, por intermédio da Delegacia de Polícia de Arcos, prendeu o suspeito de matar Luiz Inácio Reis e de tentar assassinar Nívea Lima de Oliveira. Ele se apresentou na delegacia da cidade e foi encaminhado para o presídio da cidade.

De acordo com o delegado Vivalde Levilesse Ferreira Júnior, o homem manteve relacionamento amoroso com a mulher por 20 anos.  Insatisfeito com o fim do relacionamento, o suspeito passou a ameaça-la, após tomar conhecimento de que ela estaria se relacionando com a outra vítima, Luiz Anastácio Reis.

No dia do crime, quando Luiz Anastácio e Nivea chegavam em casa, se depararam com o suspeito, que estava armado com uma faca.

Ele golpeou Nívea, na região do tórax e quando Luiz Anastácio foi defendê-la, acabou sendo golpeado por inúmeras vezes na região do abdômen e costas. Em seguida, o homem fugiu.

Ainda de acordo com o delegado responsável pelo caso, o indivíduo ficou foragido por aproximadamente duas semanas. A Polícia foi informada que ele estaria em outro Estado.

 

A Polícia Civil de Arcos representou pela prisão preventiva do investigado, o que foi deferido pelo Poder Judiciário. O homem foi encaminhado para o presídio da cidade após  se entregar. 

Redação do Jornal Nova Imprensa

Comentários