Dois homens suspeitos de matarem o estudante de medicina Felipe Rodrigues Martins, de 27 anos, em Poços de Caldas (MG), foram absolvidos nesta quinta-feira (18) no Tribunal do Júri do Fórum da cidade.

Alessandro Aparecido de Souza e João Paulo Zanetti eram acusados de matar o estudante por causa de uma dívida de drogas. O crime aconteceu no dia 30 de março de 2021. O rapaz foi encontrado morto em um matagal próximo a uma fazenda, sangrando e com ferimentos na nuca.

Segundo a advogada dos réus, Karla Felisberto dos Reis, os dois foram julgados por homicídio duplamente qualificado por motivo torpe e recurso que impossibilitou a defesa da vítima, mas os jurados absolveram os réus por negativa de autoria.

“Nós sustentamos negativa de autoria porque a gente entendia que os dois não participaram do crime. Eles não estavam na cena do crime. Acreditávamos desde o início na inocência dos dois, mas o resultado é sempre uma incógnita, tendo em vista que o promotor de Justiça fez um excelente trabalho”, afirmou a advogada.

Terceiro suspeito

Três suspeitos do crime chegaram a ser presos nos meses de abril e maio. Segundo o delegado Cleyson Brene, que investigou o caso, houve um desmembramento do processo. Dois julgados nesta quinta-feira e o terceiro será julgado posteriormente. Dois permanecem presos e o terceiro está com uma medida restritiva por questão de saúde.

Ainda conforme o delegado, tanto a vítima quanto os suspeitos teriam envolvimento com o tráfico de drogas. Ainda segundo ele, os suspeitos tramaram o homicídio do estudante. Eles teriam criado um perfil fake nas redes sociais para conseguir atrair a vítima até a zona rural.

Fonte: G1

 

Comentários
COMPATILHAR: