O 6º Pelotão de Bombeiros Militar foi acionado pelo telefone 193, por um funcionário da Concessionária Nascentes das Gerais na manhã de sexta-feira (9), por volta das 08h30, para socorrer um ?tamanduá-bandeira?, que estava caído às margens da rodovia MG-050, próximo ao Km 217, município de Córrego Fundo-MG.
No local indicado, os bombeiros militares verificaram que o animal estava muito debilitado e apresentava laceração no ânus, fratura na pata traseira esquerda e trauma na cabeça.
O tamanduá foi imobilizado e transportado até a clínica veterinária da UNIFOR, onde ficou sob os cuidados do Coordenador da referida clínica Sr. Dênio G. da Silva de Oliveira.
<2>A ESPÉCIE:
O tamanduá-bandeira é a maior espécie de tamanduá, podendo chegar a 50 kg e ocupa uma grande variedade de ambientes, como florestas úmidas, cerrados, pantanais e mata decídua, a diferentes altitudes. No Brasil, ocorre em todos os biomas, desde a Amazônia aos campos sulinos. Possui várias adaptações morfológicas como ausência de dentes e a língua muito desenvolvida, as unhas também são bem desenvolvidas, podendo chegar a 6,5 cm nos membros anteriores.
A destruição dos ambientes naturais é a principal ameaça à espécie, e as queimadas também é uma grande ameaça para a espécie, por sua lentidão e pela longa pelagem, os tamanduás não conseguem evacuarem com rapidez desses lugares durante os sinistros, sendo assim, grandes vítimas das queimadas e da destruição dos ambientes naturais.

COMPATILHAR: