A hipotermia terapêutica será utilizada no tratamento de pacientes que estão em parada cardíaca. A informação foi divulgada pela Sociedade Brasileira de Cardiologia. O frio provocado reduz o metabolismo cerebral e evita o desgaste celular, reduzindo as sequelas neurológicas
A técnica diminui a temperatura do paciente a 32ºC durante 24 horas, sendo que, normalmente, o corpo humano possui temperatura média de 36,5ºC. O paciente recebe bolsas de gelo na região do pescoço, das axilas e do abdome, além de soro gelado na veia.
Para evitar erros, a temperatura é controlada por meio de um termômetro endovenoso, pois há risco de choque térmico caso a temperatura baixe mais do que 32º. O reaquecimento do corpo é feito de forma espontânea, com a retirada das bolsas de gelo do corpo do paciente.
Segundo estudos internacionais, cerca de 30% dos pacientes que sofreram infarto e foram tratados com a hipotermia sobreviveram sem sequelas. Já sem o uso da técnica, os resultados apresentados foram inferiores, pois cerca de 80% ficam com sequelas neurológicas graves.

Comentários