Se deu bem quem levou a sério. Mesmo em situação cômoda pela boa vitória na primeira partida, o Botafogo entrou em campo com seu time titular e não teve problemas para fazer 5 a 2 sobre um Atlético-MG cheio de garotos, nesta quarta-feira, no Mineirão. Com isso, garantiu vaga nas oitavas-de-final da Copa Sul-Americana, na qual vai enfrentar Deportivo Cali ou América de Cali, ambos da Colômbia.
O resultado também consolidou a hegemonia do Botafogo sobre o Atlético. Agora, são 14 partidas e quase sete anos de invencibilidade do time carioca sobre o adversário (nove vitórias e cinco empates). O Alvinegro também chegou a 11 jogos invicto na temporada de 2008.
Por ter vencido por 3 a 1 a primeira partida, no Engenhão, o Botafogo começou a partida de forma displicente. Assim, nos primeiros minutos sobressaiu a correria do jovem time do Atlético, que impôs um ritmo forte e aproveitou as falhas da defesa alvinegra. Aos oito minutos, Castillo fez uma defesa importante depois que Jael criou boa jogada pelo meio da área e tocou para Pedro Paulo, que chutou à queima-roupa.
Lenílson levou perigo aos 11 minutos, mas Renato Silva cortou o passe no momento da conclusão de Jael. E no primeiro foi só. O Botafogo acordou e tomou conta do jogo, usando como principal arma o toque de bola em velocidade.
E essa superioridade se transformou em gol aos 21 minutos. Depois de cruzamento de Triguinho pela esquerda, Luís Gustavo tirou a bola para o meio da área. Lá estava Lucio Flavio, que pegou de primeira e fez um golaço, acertando o canto direito do goleiro Edson.
Em seguida, Jorge Henrique passou a ser preocupação porque mostrou ter sentido uma dor muscular. Mas tudo não passou de um susto. Prova disso é que o atacante, que nesta quarta-feira completava 100 partidas pelo Botafogo, fez uma bela tabela com Diguinho, recebendo do volante um toque nas costas da defesa atleticana. Ele cruzou rasteiro para Lucio Flavio, que estava no meio da área para completar e fazer o segundo, aos 26 minutos.
Se deu bem quem levou a sério. Mesmo em situação cômoda pela boa vitória na primeira partida, o Botafogo entrou em campo com seu time titular e não teve problemas para fazer 5 a 2 sobre um Atlético-MG cheio de garotos, nesta quarta-feira, no Mineirão. Com isso, garantiu vaga nas oitavas-de-final da Copa Sul-Americana, na qual vai enfrentar Deportivo Cali ou América de Cali, ambos da Colômbia.
O resultado também consolidou a hegemonia do Botafogo sobre o Atlético. Agora, são 14 partidas e quase sete anos de invencibilidade do time carioca sobre o adversário (nove vitórias e cinco empates). O Alvinegro também chegou a 11 jogos invicto na temporada de 2008.
Por ter vencido por 3 a 1 a primeira partida, no Engenhão, o Botafogo começou a partida de forma displicente. Assim, nos primeiros minutos sobressaiu a correria do jovem time do Atlético, que impôs um ritmo forte e aproveitou as falhas da defesa alvinegra. Aos oito minutos, Castillo fez uma defesa importante depois que Jael criou boa jogada pelo meio da área e tocou para Pedro Paulo, que chutou à queima-roupa.
Lenílson levou perigo aos 11 minutos, mas Renato Silva cortou o passe no momento da conclusão de Jael. E no primeiro foi só. O Botafogo acordou e tomou conta do jogo, usando como principal arma o toque de bola em velocidade.
E essa superioridade se transformou em gol aos 21 minutos. Depois de cruzamento de Triguinho pela esquerda, Luís Gustavo tirou a bola para o meio da área. Lá estava Lucio Flavio, que pegou de primeira e fez um golaço, acertando o canto direito do goleiro Edson.
Em seguida, Jorge Henrique passou a ser preocupação porque mostrou ter sentido uma dor muscular. Mas tudo não passou de um susto. Prova disso é que o atacante, que nesta quarta-feira completava 100 partidas pelo Botafogo, fez uma bela tabela com Diguinho, recebendo do volante um toque nas costas da defesa atleticana. Ele cruzou rasteiro para Lucio Flavio, que estava no meio da área para completar e fazer o segundo, aos 26 minutos.

Comentários