A música Because Ousa de autoria de Dani Black e João Guarizo, de São Paulo-SP, interpretada por Duda Brack, foi a grande vencedora do 43º Festival Nacional da Canção (Fenac) encerrado no final (6 e 7) de semana em Boa Esperança, recebendo o troféu Lamartine Babo.
A segunda colocação ficou para Saudade Matadeira, composta e interpretada por Diorgem Júnior, de Governador Valadares-MG e o terceiro lugar foi para a música Agreste, de Luis Dillah, Lou Bertoni e João Aluá de São José do Rio Preto/SP, interpretada por Luis Dillah.
O festival também premiou o quarto e quinto colocados, Agonília Composta e interpretada por Achiles Neto e Marcus Marinho, de Vitória da Conquista, e Pirilume de Rui Vanty Silva e Jackson Moacir Stoffel de Florianópolis/SC, interpretada por Jack Moa e Rui Vanty.
A canção Minha Alma Gêmea de Paulo César Pinheiro, Eudes Fraga e Evaldo Gouveia, apresentada por Eudes Fraga recebeu o prêmio de melhor interpretação. Já Saudade Matadeira composta e interpretada por Diorgem Júnior, ganhou o prêmio de música mais comunicativa.
Milhares de pessoas tiveram a oportunidade de acompanhar as fases do evento iniciado em Extrema, e que passou por Formiga, Pouso Alegre, Guapé, Varginha e Três Pontas. Ao longo das etapas o Fenac distribuiu R$ 200 mil entre compositores e intérpretes.
Dentre as 156 canções selecionadas nas etapas do festival, 30 foram para as semifinais realizadas no Radium Clube Dorense, em Boa Esperança. Destas o júri escolheu as 10 melhores que se apresentaram no dia 8 de setembro.
Várias tendas e palcos foram montados em ruas e praças das cidades sedes levando cerca de seis mil pessoas aos eventos do 4º Festival Nacional da Cultura que apresentou teatro, dança, mágica, música clássica e instrumental, durante o dia.
O 43º Fenac também promoveu o concurso literário Jovens Compositores que premiou a melhor poesia com o tema ?Copa Sustentável? que envolveu as escolas públicas de cada cidade sede.
Neste ano o festival bateu novamente o recorde de inscrições, foram mais de 3.500 músicas de compositores de 24 estados diferentes. Realizado ininterruptamente desde 1971, antes com o nome Festival da Canção de Boa Esperança, o evento segue os moldes dos tradicionais festivais musicais das décadas de 70 e 80, com o principal objetivo de revelar e divulgar o talento e a criatividade da música popular brasileira.
Fenac é apoiado pela Lei Estadual de Incentivo à Cultura, Lei Federal de Incentivo à Cultura e conta com o patrocínio de Linear, JFL Alarmes, Eletrobras Furnas, Nestlé; Petrobras, Lojas Edmil, Cemig, Cooper Standard, Fagor Ederlan, CAIXA, Total Alimentos, IMF, RN Tintas e alimenta.

Comentários
COMPATILHAR: