Em uma iniciativa inédita entre os planos de internet móvel pós-paga do país e da América Latina, a operadora Vivo anunciou, ontem, durante coletiva de imprensa, o MultiVivo. A proposta é que, com o mesmo plano, os clientes possam compartilhar o pacote de dados que possuem no smartphone para até cinco dispositivos adicionais diferentes, como notebooks, tablets, modens e smartphones.
Para conectar um aparelho à internet do smartphone, os preços variam conforme a quantidade de itens adicionados: R$ 29, no caso de tablets ou notebooks, e R$ 49, para conexão de outro smartphone. Com o plano, a economia do cliente será de 35% na comparação com as ofertas atuais da operadora.
A inovação está no fato de que o cliente não precisará fazer vários planos para os diferentes dispositivos móveis que possuir, porque apenas um pacote de dados será suficiente para distribuir sinal para todos esses aparelhos, explicou o diretor-geral da Vivo, Paulo César Teixeira, que descartou a possibilidade de sobrecarga, como queda na velocidade ou na qualidade do serviço de internet ou de queda na receita da empresa.
Para embasar o novo plano pós-pago, o diretor de estratégias e novos negócios da empresa, Christian Gebara, apresentou uma pesquisa do Instituto Ipsos comprovando que, atualmente, 32% dos internautas do país possuem tablet. Desses, 69% gostariam de compartilhar o mesmo pacote do smartphone para o tablet.
Por exemplo, uma mãe que possua um smartphone pode adquirir o plano, incluindo o tablet do filho, e o notebook do esposo, exemplificou Gebara.
Roaming
O plano, no entanto, não tem especificidade para clientes que mantêm uma rotina de viagens. Dessa forma, segundo o diretor regional da Vivo em Minas Gerais, Renato Gomes, a itinerância deve ser conciliada com os planos que a operadora já possui.
O cliente pode entrar em contato com a Vivo para informar que irá fazer uma viagem e precisa de um plano de franquia enquanto estiver fora, aconselha Gomes, ressaltando que a medida vale para viagens nacionais ou internacionais.
O diretor salientou que, até 2016, a previsão é que 60% da base de clientes da Vivo no Estado utilizarão essa modalidade de pós-pago multiconectado.

COMPATILHAR: