Que é importante ter uma alimentação balanceada todo mundo sabe. Ensinar os filhos a comerem bem, priorizando carnes magras, legumes e vegetais, e deixando um pouco de lado as gostosas batatas fritas, porém, é um desafio para muitos pais.
Segundo pesquisa feita pelo IBGE, os adolescentes de 14 a 18 anos de idade são os que mais ingerem alimentos com colesterol (de origem animal, como carnes, leite, queijos, manteiga ou iogurte). Esta má alimentação, associada ao sedentarismo, pode ser perigosa.
O colesterol alto não traz problemas imediatos para as crianças e adolescentes, mas nem por isso pode ser desconsiderado. Caso não haja tratamento adequado, o risco de a pessoa desenvolver doenças cardíacas na fase adulta aumenta bastante. Se ela tiver ainda histórico familiar de derrames ou acidentes vasculares cerebrais, as chances crescem ainda mais. O recomendado é ingerir de 200 a 300 miligramas de colesterol por dia. 

Comentários