Circula nas redes sociais um vídeo de alunos de uma escola particular de Ouro Preto, na Região Central de Minas, fazendo suposta referência à saudação nazista. Uma estudante compartilhou as imagens em uma rede social no momento do jogo entre Alemanha e Japão, na quarta-feira (23), pelo Grupo E da Copa do Mundo.

Pessoas da cidade questionaram a escola, que emitiu nota de repúdio sobre o vídeo. O questionamento de uma usuária das redes sociais com relação ao ato praticado pelos alunos foi apagado, e os comentários bloqueados.

A reportagem do Estado de Minas entrou em contato com o Centro Educacional de Ouro Preto (Ceop), que se posicionou a respeito do episódio. De acordo com a instituição, o vídeo foi divulgado na rede social de uma aluna do Ensino Fundamental nas dependências da escola.

O Ceop analisou as imagens e informou que todos os alunos envolvidos no ato foram suspensos. Como “medida educativa emergencial”, a escola ainda convidou as famílias dos envolvidos para um “primeiro diálogo”.

Leia a nota na íntegra:

Os adolescentes fizeram gestos que podem ser interpretados como uma saudação nazista. Nesse contexto, a Cooperativa de Ensino de Ouro Preto e o Centro Educacional Ouro Preto vem por meio desta nota esclarecer os fatos. Os estudantes estão bastante envolvidos e animados com a Copa do Mundo. Fazemos disso uma oportunidade para promover múltiplas aprendizagens”.

A imersão na cultura dos países é uma delas. No momento do vídeo, a turma havia acabado de realizar uma avaliação. Faltando apenas alguns minutos para a próxima aula, eles pediram para ouvir os hinos dos países que iriam participar da partida. Foi esse o contexto em que os alunos, de forma isolada, fizeram o referido gesto.

Salientamos que essa atitude  é absolutamente condenável e incompatível com a filosofia do nosso projeto educacional, que é baseada na solidariedade humana e no respeito aos direitos humanos.

Após analisar as imagens, a instituição ouviu o professor e os estudantes envolvidos. Como medida de punição, suspendemos todos os alunos que participaram do ato. Como medida educativa emergencial, convidamos as famílias dos envolvidos para um primeiro diálogo.

Acreditamos que todas as situações devem ser aproveitadas como oportunidades de reflexão, aprimoramento do pensamento crítico e sensibilização. Nesse sentido, outras ações e estratégias pedagógicas  estão sendo elaboradas pelos educadores(as) da escola, a fim de que atos como estes não se repitam.

Pedimos desculpas a todos que tenham se sentido ofendidos, reforçando nosso repúdio a qualquer tipo de gesto discriminatório e excludente.

O que é o nazismo?

De acordo com o site “Politize!”, o nazismo – abreviação de Nacional-Socialismo – é o nome de uma ideologia política essencialmente racista disseminada amplamente pelo Partido Nacional Socialista dos Trabalhadores Alemães, criado em 1920 por Anton Drexler na Alemanha.

A ideologia logo se espalhou por toda a Alemanha sob o comando de Adolf Hitler e foi um dos fatores que levaram a vários marcos históricos, como o Holocausto e a Segunda Guerra Mundial. Há um contexto por trás desses momentos e ideologias.

Os principais objetivos do partido eram o de união dos alemães, a expulsão de estrangeiros e tornar a Alemanha um país poderoso e com muitos territórios. Hitler e seus aliados tentaram fazer um golpe de Estado em 1923 e, por ser o líder do movimento, acabou preso.

Em sua biografia, denominada Mein Kampf (Minha Luta, em alemão) e escrita durante seu tempo na cadeia, Hitler delineou o antissemitismo (preconceito e ódio contra os judeus) e o anticomunismo (negação do comunismo e de seus seguidores).

As características do nazismo

O nazismo é considerado um regime fascista por contar uma série de similaridades: ser autoritário, prever a concentração total do poder, glorificação de um líder, exaltação da coletividade nacional, expansão de territórios e controle dos meios de comunicação.

Portanto, trata-se de uma forma de manifestação do fascismo. Algumas das principais características da filosofia nazista desenvolvida por Hitler era o racismo, a xenofobia, o nacionalismo e o antissemitismo.

Fonte: Estado de Minas

Comentários
COMPATILHAR: