Duas ativistas ambientais jogaram sopa de tomate na obra “Girassóis” do pintor holandês Van Gogh, de 1888, exposta na Galeria Nacional de Londres, na manhã desta sexta-feira (14), em protesto a novos empreendimentos de extração de petróleo. A obra está avaliada em R$ 84 milhões. As duas mulheres foram presas.

Segundo a emissora britânica BBC, as ativistas gritaram palavras de ordem, mencionaram a crise do custo de vida na Inglaterra e denunciaram que milhões de famílias passam frio e fome e “não podem nem aquecer uma lata de sopa”.

Após as denúncias, as duas mulheres se ajoelharam no chão, aplicaram cola nas mãos e se colaram na parede.

Nas redes sociais, o grupo publicou um vídeo da ação e escreveu um texto em protesto.

“A criatividade e o brilho humano estão em exibição nesta galeria, mas nosso patrimônio está sendo destruído pelo fracasso de nosso governo em agir sobre a crise climática e do custo de vida.

As 100 licenças de petróleo e gás propostas – parte do interminável culto de crescimento movido a combustíveis fósseis – destruirão toda a nossa cultura, juntamente com a civilização humana como a conhecemos”.

Ainda de acordo com a rede BBC, a Galeria Nacional de Londres confirmou que a pintura estava coberta por vidro e, portanto, não foi danificada. O quadro foi devolvido ao local cerca de seis horas após o incidente.

Segundo a Polícia Metropolitana de Londres, houve pequenos danos na moldura, mas a pintura está ilesa.

Fonte: Hoje em Dia

Comentários
COMPATILHAR: