BH fecha outubro com inflação em queda
Crise do leite longa vida contribui para reduzir Índice de Preços ao Consumidor Semanal, diz pesquisa.
Segundo o IPC-S, em um mês, o preço médio do leite longa vida caiu mais de 13%
Belo Horizonte fechou o mês de outubro com inflação em queda. Segundo pesquisa da Fundação Getúlio Vargas (FGV), o Índice de Preços ao Consumidor Semanal (IPC-S) manteve o ritmo de queda e ficou em 0,22% na última semana do mês. Em setembro, o IPC-S havia fechado com o dobro da variação, 0,44%.
Um dos fatores que mais influenciaram a queda foi o custo do grupo Alimentos, que chegou ao final de outubro com variação positiva de 0,87%. ?Apesar de ser uma variação alta, a tendência de queda é verificada há várias semanas?, explica a supervisora da FGV em Minas, França Maria Araújo.
O principal destaque negativo vai para o preço do leite longa vida, que caiu em média 13,36% em quatro semanas. ?Reflexo do aumento da oferta e, claro, do escândalo da adulteração do produto?, ressalta. Entre as variações positivas, está o pão francês, que subiu 4,32%. As hortaliças, que estavam com o preço em baixa nos últimos meses, entraram em ritmo de alta, com aceleração média de 5% por semana.

COMPATILHAR: