O Orion FC, time da várzea de São Paulo, anunciou, nesta quarta-feira (22), a contratação do goleiro Bruno, condenado a 22 anos e três meses pelo assassinato e ocultação de cadáver da ex-modelo Eliza Samudio, mãe de seu filho Bruninho. O jogador de 38 anos, ex-Atlético e Flamengo, ganhou liberdade condicional da Justiça do Rio em janeiro.

A contratação de Bruno foi anunciada nas redes sociais do time do Jardim Noronha, bairro da zona sul da capital paulista. “Reforço na área, seja bem-vindo“, escreveu a equipe no Instagram. O Orion FC vai disputar a Super Copa Pioneer em 2023.

O anúncio da contratação de Bruno recebeu diversas críticas nas redes sociais. “Absurdo total no mês das mulheres, um mês que deveriam estar exaltando todas nós mulheres”, criticou uma seguidora do time. “Enquanto nós fazemos campanhas contra violência doméstica em campo, vocês fazem essa contratação? Parece piada”, escreveu outra usuária.

O Orion é a sétima equipe que contrata Bruno desde 2017, quando o jogador teve habeas corpus concedido pelo Supremo Tribunal Federal (STF), em despacho assinado pelo ex-ministro Marco Aurélio Mello. Dois anos depois, o goleiro progrediu ao regime semiaberto. Ao todo, ele ficou oito anos e dez meses na prisão.

(Com agências)

Fonte: Itatiaia

COMPATILHAR: