Na sexta-feira passada (20), representantes do coletivo “Poesia de Rua” estiveram na Secretaria Municipal de Cultura, localizada na Casa do Engenheiro.

Em pauta, estavam questões sobre o trabalho desenvolvido pelo grupo e a exposição de algumas de suas ideias ao secretário de Cultura, Alex Arouca.

Ana Dulce Pamplona Frade, Maria Rosilene da Costa e Silva, e Victor Marques Paiva Alves conheceram o espaço e apresentaram algumas ideias do coletivo ao secretário.

Entre elas, está a vontade do grupo de que seja disponibilizado um local público (rua) para a exposição de poemas à população. Como já existia um projeto em andamento na coordenadoria de Turismo da administração municipal, que se encaixava perfeitamente na questão, foi agendada uma reunião do grupo com o setor, para o desenvolvimento da ideia.

Na oportunidade, os representantes do coletivo conheceram algumas das ferramentas de Educação Patrimonial utilizadas pela Prefeitura, por meio da Secretaria de Cultura. Os visitantes foram agraciados com um “Jogo da Memória”, um jogo de tabuleiro “Patrimônio Divertido” e um “Caderno de Colorir”, para o acervo do coletivo.

Poesia de Rua

O coletivo Poesia de Rua surgiu em 2020, em Formiga. Idealizado por Victor Marques, Herbert Vieira, Vinicius Abreu e Gustavo Lyra, trata-se de uma iniciativa livre e sem fins lucrativos, de poetas e escritores de Formiga e região, pautada na literatura, na poesia, e na cultura acessível e de rua.

O grupo realiza diversas atividades como colagem de poesias em locais públicos, mural poético e outras. Em um estabelecimento comercial, em Formiga, o coletivo expõe, mensalmente, trabalhos de escritores formiguenses. Também com periodicidade mensal, o grupo realiza encontros literários, chamados de “Tarde Poética”, sempre aos sábados, e oficinas de escrita criativa, fomentando a escrita e a leitura da sociedade formiguense.

Conheça mais sobre o Coletivo “Poesia de Rua” no Instagram: @poesiaderuaformigamg.

Fonte: Decom

 

Comentários
COMPATILHAR: