O fluxo de veículos deve aumentar ainda mais a partir desta sexta-feira (30) nas estradas que cortam Minas, com as viagens de Ano Novo. A Polícia Rodoviária Federal (PRF) alerta para os riscos da embriaguez ao volante, abuso frequente nesta época. Além de cometer infração gravíssima, podendo ir parar atrás das grades, o infrator coloca em perigo a própria vida e de outros motoristas.

Segundo a PRF, durante a Operação Natal 2022, encerrada no último domingo (25), 82 motoristas foram flagrados por embriaguez ao volante, média de quase uma infração por hora. Dois condutores foram presos. Mais de 4,4 mil testes do bafômetro foram realizados durante os quatro dias da ação.

Inspetor da PRF, Aristides Júnior reforça o alerta de que álcool e volante não combinam. “Além do risco de causar o acidente tem o valor da multa de cerca de R$ 3 mil, mas o principal é a preservação da vida”, alerta.

Segundo a nutricionista e especialista em estudos celulares nas áreas de Oxidologia e Bioquímica Celular, Patrícia Alves Soares Lara, o consumo de três doses de cerveja pode reduzir em 50% a capacidade cognitiva.

“O álcool passa pelo fígado e produz uma substância tóxica (acetaldeído) que chega ao cérebro e desencadeia uma série de retardos. A pessoa vai ter falta de raciocínio e reflexo no início e, após consumo mais elevado, começa a aumentar a agressividade e a coragem. Então, para o motorista, ele se torna o ‘super corajoso’ e passa a fazer manobras de risco que não faria estando sóbrio”, explica.

A especialista afirma que os efeitos do álcool variam de indivíduo para indivíduo. Por isso, aponta que é essencial estar com a saúde em dia para evitar maior risco de embriaguez até mesmo para aqueles que só tomam “um copinho de cerveja”.

“É só um copinho de cerveja, mas você está hidratado? Está usando alguma medicação que afeta o fígado? Você tem que estar com seu fígado saudável para o trabalho a mais que ele vai ter para conseguir filtrar o álcool. Só um copinho está tudo bem, mas está bem se você está saudável”, afirma.

A nutricionista explica que o ideal é que uma pessoa que bebeu espere ao menos 24 horas para dirigir. No entanto, caso não seja possível esperar, ela dá dicas para que o motorista possa ajudar o organismo a eliminar o álcool do corpo mais rapidamente.

“Esperar 24 horas seria o ideal, se não é possível, beba bastante água para eliminar a substância. Consuma isotônicos após terminar a festa, como água de coco e um soro que vão potencializar a hidratação. Lembre-se de começar a beber de estômago cheio, isso pode reduzir em 75% a absorção do álcool e os efeitos no corpo. Mas escolha se alimentar com carboidratos saudáveis, folhas verdes escuro e evite consumir gordura”, aconselha.

Fonte: Hoje em Dia

Comentários
COMPATILHAR: